segunda-feira, 26 de março de 2018

Entrevista com Autores: Bianca Baldassin da série Collide "As We Collide" #1



Sinopse: 

Lionel James é um destruidor nato de corações. Arrogante e com um andar que inspira confiança, ele é capitão do time junior de lacrosse da escola e tem certeza de que seu futuro nos esportes está garantido. Kendra Berkeley é nerd e adepta ao romance clichê, moletom canguru e rabo de cavalo. Ela vive sob a sombra do irmão atleta nos corredores da escola, embora em casa seja a favorita e carregue nos ombros a missão de superar as expectativas de seu pai e de impressioná-lo com notas excelentes. Para Kendra, Lionel é um desejo impossível de se realizar. E ela sequer imagina que seu mundo está prestes a colidir com o dele de forma catastrófica.

Ranking na plataforma Wattpad: #13 [Ficção Adolescente]

Nota (0-5): 5

Graças a pessoas próximas a autora, "As We Collide", o primeiro livro da série Collide foi lançado em meados de 2015 com exatos 100 capítulos. Contudo, após três anos de sucesso na plataforma, o livro foi relançado em 2018 com uma nova e melhorada versão que está cativando os leitores veteranos e enlouquecendo os novatos. Ou a todos nós, sem exceções!
💫
As We Collide pode parecer apenas mais um livro sobre a nerd que se apaixona pelo atleta popular do colégio. Porém, esta história aborda um grupo de pessoas na fase mais dramática da vida de qualquer ser humano: a adolescência. A narrativa em primeira pessoa mostra os conflitos e os dramas vividos por adolescentes que estão com os hormônios enlouquecidos enquanto fazem uma autodescoberta inconsciente, amadurecem e aprendem com os próprios erros.

"As We Collide" é sobre crescer, aceitar as mudanças e lidar com as dificuldades e diferenças. É sobre se apaixonar, partir o coração, se decepcionar e guardar mágoas. É sobre enfrentar os medos, superar, levantar a cabeça, ser forte e corajoso. É sobre mãe, pai, irmãos, avós, tios; família.
Este livro é sobre a vida real.


1. Acho que tudo na vida começa com uma simples ideia. De onde veio à concepção para o primeiro livro da série Collide?

Collide surgiu de uma brincadeira durante a madrugada. Minha amiga estava escrevendo um livro sobre uma menina de dezesseis anos que era mãe de uma menininha de um ano. Daí eu disse pra ela que iria escrever um livro mostrando a gravidez. A minha intenção não era postar a história. Inclusive, eu só compartilhava com ela pelo Whatsapp. Por fim, a história acabou tomando outro rumo, quando eu passei a colocar a minha adolescência no desenvolvimento do enredo e dos personagens. Todos os personagens são baseados em pessoas que conviveram comigo entre os dezesseis e vinte anos. A protagonista é baseada em mim e o protagonista no meu primeiro namorado. Muitos fatos escritos realmente aconteceram, mas maioria é ficção.

2. Muitos autores dizem que quando começam a escrever, eles já têm em mente o que possivelmente acontecerá no inicio, meio e fim da história. Mas você, como encara o processo de criação de “As We Collide”?

É assustador. Não de um modo ruim. Eu tenho um roteiro mental sobre o que quero para a história; início, meio e fim. O “problema” é que os personagens ganham vida e seguem o seu próprio rumo. A sensação que eu tenho é de que sou tão leitora quanto quem lê. É como se eu estivesse sentada assistindo tudo acontecer. Muuuuitas coisas planejadas aconteceram completamente diferente, mudando o rumo das situações seguintes. É estranho e legal ao mesmo tempo. Eu espero não ser a única a passar por isso.

3. De alguns anos para cá, eu reparei que muitas séries literárias tem ido por um caminho de estilo narrativo em que o enredo de cada livro é sobre um determinado personagem apresentado na história. O que podemos esperar da série Collide em relação ao “estilo narrativo”?

Ambos os personagens narram os quatro livros. Porém, o primeiro livro da série é mais voltado para a Kendra. O segundo livro é mais voltado para o Lionel. Os dois últimos livros estão equilibrados entre eles.

4. Na história existem vários personagens desde jovens até mais maduros. Qual foi a sua estratégia para a composição deles?

A vida real. Todos os personagens têm sua personalidade baseada nas pessoas que eu convivi durante quatro anos. É um desafio pra mim, mas ao mesmo tempo é incrível quando eu paro pra me atentar a pequenos detalhes e penso “Caramba! Fulano era exatamente assim”.

5. Bianca, vamos brincar um pouquinho! O jogo é o “merchan-materno-ao-contrário” [1], é mais ou menos como aquela típica e famosa propaganda que as mães fazem dos seus filhos para as amigas, porém, no jogo serão listados pontos positivos e negativos do “filho”. E você como “mãe-criadora” de Kendra Berkeley e Lionel James terá que nos dar 5 pontos positivos e negativos dos dois.




Qualidades: leal, focada, objetiva, empática e forte.
Defeitos: impulsiva, sonhadora e “ingênua”.




Qualidades: leal, esforçado, carinhoso e dedicado.
Defeitos: impulsivo, imaturo e egoísta.

6. Se pudesse escolher um personagem da série Collide para ser durante um dia, quem seria? Por quê?

Eu seria a Louise. Porque ela é descontraída, divertida, fala tudo o que pensa. Além de ser bem resolvida.

7. Já foi comentado nas redes sociais que você estaria preparando um Crossover entre o livro “It Was Always You” e um dos livros da série, é verdade? Se sim, o que os leitores podem esperar desse momento?

Sim! Gabe, personagem de IWAY irá aparecer em AWC muito em breve. Acho que será divertido vê-lo como monitor do acampamento de verão que Lionel James e cia estarão.

8. No primeiro capítulo do livro você anunciou a criação de uma playlist no Spotify. Mas , em sua opinião, qual seria a “música tema principal” dos protagonistas?

Caraaaaamba! Essa playlist tem quase 400 músicas. É difícil escolher apenas uma, mas eu diria que nesse primeiro livro da série, “Paper Love” da Allie X é o que mais tem a ver com eles. Inclusive, essa é a música do booktrailer.


9. Já pensou em comercializar suas obras literárias?

Já pensei sim, mas eu gosto muito de postar gratuitamente no Wattpad. Nem todo mundo poderia comprar o e-book ou o livro físico. Eu escrevo por amor, então ainda tá um pouco “distante” de mim a ideia de ganhar dinheiro com isso.

10. Um recado para os leitores:

MUITO OBRIGADA por vocês que me acompanham, que estão caminhando lado a lado comigo, que me incentivam a continuar fazendo o que eu amo. Cada conquista é nossa. Eu amo cada um de vocês, imensamente.
💫
Então, essa foi a minha primeira entrevista realizada para blog! 
Fiquei super feliz e agradecida pela disponibilidade e carinho da Bianca, que mesmo na correria do dia-a-dia ela parou e respondeu as perguntas (risos)!

Muito obrigada!!!

@nasnuvensblog_
Beijos, meus amores!! 💋
E, até o próximo post.... 

Um comentário:

  1. Oi
    Parabéns pela entrevista! Adorei saber mais sobre a Bianca e seus livros!
    Amei seu blog!

    ResponderExcluir

Copyright © 2016 | Base: Sanyt Design |Personalizado por:Valléria Carvalho | voltar ao topo